A Indústria de Games no Brasil: 2ª Parte

Para que todos entendam, essa é a segunda parte da série de posts sobre um evento que estive presente chamado Economia Criativa: Indústria de Jogos. Se você não leu o primeiro da um check out e não fique perdidão. Clique!!!

 AQuiris

 A primeira produtora de games que se apresentou no evento foi a AQuiris, seu porta voz foi Israel Mendes, a produtora é uma empresa de Porto Alegre e é localizada no antigo estúdio da Ubisoft lá no TecnoPuc, é especializada em Advergames (jogos relacionados a anúncios ou promoções) e é pioneira no uso comercial da plataforma de desenvolvimento Unity 3D.

Israel Mendes

A empresa surgiu da iniciativa de dois estudantes, e não teve nenhum investimento injetado para sua criação, ela partiu do zero com investimento próprio de seus idealizadores. Hoje a AQuiris produz jogos sob demanda para o Brasil e para o mercado internacional, os jogos em sua grande maioria são advergames e a são para PC e celulares ( IOS e Android). Sua plataforma de desenvolvimento é a Unity 3D, e um fato interessante é que a AQuiris foi a 1ª a fazer uso comercial dessa plataforma no Brasil. Hoje, o Brasil é o 2º país no mundo em plug-ins instalados da Unity 3D. A Unity 3D é uma ferramenta bem legal, pois ela não é muito complexa, e atende muito bem à necessidade dos desenvolvedores assim acaba democratizando a programação.

Outra coisa bem legal que a Aquiris promove, é um intercâmbio com o governo francês onde a produtora recebe estudantes franceses da área de games, assim essses estudantes tem a chance de aprender e também de dar novas visões aos produtores.

Entre os clientes da AQuiris estão: Cartoon Network; Globo; EA; Embraer; Chevrolet; Gillete e muitos outros. Israel Mendes fechou a apresentação da AQuiris com a frase característica da empresa: “Qalquer pessoa é um jogador em potencial.”

Hoplon

A segunda produtora a se apresentar foi a Hoplan, onde sua apresentação começou com um vídeo de seu jogo multiplayer Taikodom. Logo após o seu presidente Tarquínio Teles, falou sobre várias coisas muito interessantes.

Taikodom

Tarquínio começou sua fala reiterando o discurso sobre o potencial que o Brasil tem na indústria de games e alfinetou o governo falando sobre a alta carga tributária, provando que os impostos atrasam muito o Brasil nesse mercado em específico, pois o governo encara o computador como artigo de luxo, e uma produtora de games precisa de computadores muito potentes e em grande quantidade, assim a alta carga tributária encima do computador dificulta o desenvolvimento das produtoras nacionais de games. Sendo uma indústria sem “pai”.

Além desses motivos ele também citou a lentidão da Internet brasileira e a partir desse ponto ele começou a falar sobre o caso da Coréia, que além de ter internet de 1G têm um programa bastante interessante de incentivo a formação de profissionais para o mercado de games, para se ter uma idéia o jovem que trabalha como programador de games recebe isenção do serviço militar, e como Tarquínio disse, “e olha que estamos falando de um país que é vizinho da Coréia do Norte!”.

Tarquínio Teles

A França tentou seguir o exemplo da Coréia, mas por razões governamentais o projeto babou e o Canadá se aproveitou disso. E mesmo assim para fazer um projeto de games na França sai mais em conta do que no Brasil. O presidente da Hoplon falou que se o Brasil não melhorar essa relação com o mercado de games outros países vão se aproveitar.

Além de tudo isso Tarquínio criticou a ignorância de falar que games geram violência que enfatizou a necessidade de um pós-industrial no país para aprimorar o royalties da indústria. E a frase mais marcante dessa apresentação foi: “Game é feito, literalmente, à mão. Você empacota emoção.”

É isso ai galera, espero que estejam gostando, já já postarei o próximo post da série!!

Advertisements

About ClaudioCollaço

Carioca, 23 anos, estudante de publicidade da UFRJ e apaixonado por Playstation, grande fã de Final Fantasy e recém admirador de jogos de ação!

Posted on 14 de August de 2011, in Uncategorized. Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: